Who we are

 

Sobre a equipa Propeller

(scroll  for english version below)

Andreia Páscoa (n. 1978) é licenciada em Artes Plásticas pela ESAD-CR e tem uma Especialização em Produção e Criação em Artes Tecnológicas pela Universidade Lusófona. Foi produtora e assistente de programação da Monstra Festival de Animação de Lisboa, de 2004 a 2010. Dinamizou workshops de cinema de animação para a Monstra e Teatro Maria Matos. Participou em filmes e séries de animação da produtora Animanostra, para os quais fez Arte Final e gestão de cópias. Foi produtora da Xerem Associação Cultural, tendo participado em diversos projectos de residências artísticas e exposições de artes visuais, de entre os quais se destacam o Workshop Internacional Triangle Network e o Hangar Centro de Investigação Artística. É docente das disciplinas de Antropologia e Imagem e de Laboratório da Pós-Graduação em Culturas Visuais Digitais (Antropologia) do ISCTE. É produtora do projecto de cruzamentos disciplinares PAROLE SOUFFLÉE, de Alexandre Pieroni Calado.

Duarte Amaral Netto (n. 1976) estudou fotografia no Ar.co de 1996 a 2000 (de 1999 a 2000 com a bolsa Kodak), fez uma Pós-Graduação em Teoria da Cultura Visual em 2008 e obteve o European Master of Fine Art Photography no IED Madrid em 2016 (com a bolsa IED). Em 2004 participou na primeira edição do Curso de Fotografia da Fundação Calouste Gulbenkian. A sua primeira exposição individual na Modulo (2002) viajou para a Holanda onde foi exposta na galeria Nouvelles Images em Haia e na MK Galerie em Roterdão em 2003. Nesse ano recebeu o Grand Prix du 48e`me Salon de Montrouge, em Paris. Representou Portugal na exposição “100 photos pour l’Europe” em Paris e foi selecionado para diversos festivais e eventos como “European Night” em Arles (2006) ou Plat(t)form em Winterthur (2014). Em 2012 foi nomeado para a 8ª Edição do Prémio BES PHOTO com exposições no Museu Berardo em Portugal e Pinacoteca de São Paulo no Brasil. É professor de Fotografia no Instituto Politécnico de Tomar desde 2003. Das suas exposições destacam-se: ‘Do que nos lembramos quando nos lembramos de nós?’ (Museu Nogueira da Silva, 2013 / Baginski, 2010), ‘Afinidades Selectivas’ (Baginski, 2013) e ‘Z’ (Pinacoteca São Paulo / Museu Berardo, 2012).

João Paulo Serafim (n. 1974) é formado em Fotografia e Artes Plásticas no Ar.Co, escola onde leciona no Departamento de Fotografia desde 1998. Em 2005 participa no Curso de Fotografia do programa Gulbenkian Criatividade e Criação Artística, tendo em 2008 frequentado o curso de História de Arte da Universidade Nova de Lisboa. É ainda tutor no 2º Curso de Fotografia do programa Gulbenkian Criatividade e Criação Artística. Em 2005 foi vencedor do 3º Prémio Purificacíon García. Desenvolve desde 2005 o projeto MIIAC – Museu Improvável Imagem e Arte Contemporânea, museu ficcionado baseado numa pesquisa iconográfica de um acervo pessoal, construído ao longo do percurso do artista. O MIIAC, composto por fotografias de diversas origens e tipologias, bem como por extensa bibliografia, materializa-se virtualmente ou através de exposições em diferentes espaços, combinando memórias pessoais e coletivas. Esta pesquisa estende-se ainda aos funcionamentos museológicos, incidindo sobre as zonas de bastidores como arquivos e bibliotecas, refletindo acerca dos modos de organização, processamento e qualificação de informação visual. Das suas exposições destacam-se: ‘A Vida Está Lá Fora’ (Lisboa, 2016), ‘Point Of View’ (Sintra, 2016), ‘Aujourd’hui je dis oui’ (Lisboa, 2016), ‘Périplos’ (Málaga, 2016), ‘UnPlace’ (Internet, 2015), ‘A Possibilidade de uma Fuga’ (Cascais, 2015) e ‘Lei de Ohm’ (Lisboa, 2014).

Rodrigo Tavarela Peixoto (n. 1974) expõe regularmente desde 1999, ano em que terminou os seus estudos no Ar.Co. Neste ano recebeu uma bolsa da FLAD que lhe permitiu continuar os seus estudos na SVA, Nova Iorque. Em 2010 concluiu o Mestrado em Artes Plásticas na ESAD.CR. Realizou o curso do PGCCA de Fotografia (1ª Edição) e está a realizar um Doutoramento em Estudos de Comunicação como Bolseiro da FCT. Desde 2007 que leciona várias disciplinas nas Licenciaturas de Fotografia, Animação Digital e Cinema na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias. Fundou a empresa Resize, realizando trabalhos de Fotografia desde 2001. As suas fotografias estão representadas em algumas das mais importantes coleções portuguesas, como a coleção PLMJ, BES Arte, e Fundação EDP. Das suas exposições mais recentes, destacam-se: ‘Costructo’ (Lisboa, 2015), ‘Potência’ (Trabalho/Tempo) (Tomar, 2013), ‘Anima’ (Lisboa, 2013), ‘Aparelhos Breves’ (Lisboa, 2009), ‘Caixa Negra’ (Lisboa, 2009). É investigador no projeto Cultura Visual Estéreo: A Cultura Visual da Fotografia Estereoscópica Portuguesa, apoiado pela FCT.

Sofia Silva (n. 1982) é licenciada em fotografia pelo Instituto Politécnico de Tomar (2008) e mestre em Belas-Artes (2011) pela Glasgow School of Art, curso que frequentou enquanto bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian. Leciona desde 2011 no Curso Superior de Fotografia do Instituto Politécnico de Tomar e, desde 2014, na ETIC. Entre 2006 e 2012 participou em várias exposições coletivas, tendo sido selecionada para o Anteciparte e para os Encontros de Imagem de Braga em 2009. Tem obras em várias coleções privadas, bem como na coleção António Cachola. Interrompeu a sua prática artística aquando do ingresso no Doutoramento em Belas-Artes (especialidade em Ciências da Arte) na Faculdade das Belas-Artes de Lisboa. Concluído o doutoramento, voltou a dedicar-se à produção fotográfica. É fundadora e editora da plataforma digital Nihilsentimentalgia, espaço onde desde 2008 se dedica a pensar sobre a cultura fotográfica, envolvendo a comunidade nacional e internacional.

Valter Ventura (n. 1979) Licenciou-se em História da Arte pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Terminou em 2005, como bolseiro do Banco Espírito Santo, o Curso Avançado de Fotografia no Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual. É professor especialista no Curso Superior de Fotografia do Instituto Politécnico de Tomar, colaborando também com o Ar.Co, o Atelier de Lisboa e a Faculdade de Belas-Artes de Lisboa. Em 2008, participou (em dupla com José Nuno Lamas) no Curso de Fotografia do 2º Programa de Criatividade e Criação Artística da Fundação Calouste Gulbenkian. Entre 2012 e 2014 foi responsável pela documentação fotográfica no Carpe Diem – Arte e Pesquisa. É um dos artistas residentes no HANGAR – Centro de Investigação Artística. Está representado pela KUBIKGALLERY (Porto). Das suas exposições mais recentes destacam-se: ‘Observatório de Tangentes’ (Museu do chiado, 2017), ‘Toda a Linha Recta é Um Arco de Um Círculo Infinito’ (Museu Geológico, 2016), ‘Passado Contínuo | Residentes em Trânsito’ (Alvito, 2016), ‘Compêndio do Nada’ (KubikGallery, 2014), ‘Da Fábrica: Promessa e Resquício’ (Barreiro, 2014), ‘Viagem ao Fim’ (Cooperativa de Comunicação e Cultura, 2014) e ‘Compêndio do Nada’ (Carpe Diem, 2013).

ʘ

About Propellers team

Andreia Páscoa (b. 1978)

Duarte Amaral Netto (b. 1976) Duarte studied photography at Ar.co from 1996 until 2000, where he won the Kodak scholarship to complete his studies in the institution, which were later continued with the participation in the first Photography Course of the Calouste Gulbenkian Foundation and the completion of the Post-Graduation in Theory of Visual Culture in 2008. Upon the successful application for the IED grant for the European Master in 2016, Duarte concluded the European Master of Fine Art Photography at IED Madrid. His first solo exhibition in 2002 with the art gallery Modulo – Centro Difusor de Arte toured the Netherlands with solo exhibitions in Nouvelles Images in Den Haag and MK Galerie in Rotterdam in 2003. In that same year, Duarte was awarded the Grand Prix du 48ème Salon de Montrouge, in Paris. Having represented Portugal in “100 photos pour l’Europe” in Paris, Duarte was also selected for several festivals and events such as the “European Night” in Arles in 2006 and Plat(t)form in Winterthur (2014). In 2012, Duarte was nominated for the 8th Edition of the BES PHOTO AWARD, with exhibitions at the Berardo Museum in Lisbon and Pinacoteca de São Paulo, Brazil. Duarte is a Photography teacher since 2003 at the Instituto Politécnico de Tomar and a founding member of HÉLICE, an advanced school of photography based in Lisbon.

João Paulo Serafim (b. 1974) graduated in Photography and Fine Arts at Ar.Co, school where teaches since 1998, at the Department of Photography. In 2005 participates in the Photography Course of the Gulbenkian Criatividade e Criação Artística program, in 2008 attends History of Art at Universidade Nova de Lisboa. He is also a tutor at the 2nd Course of Photography of the Gulbenkian Criatividade e Criação Artística program. In 2005 won the 3rd prizeof Purificacíon García Award. Since 2005 is developing the project MIIAC – Museu Improvável Imagem e Arte Contemporânea, a fictional museum based in an iconographic research from a personal collection, constructed along the life of the artist. MIIAC, composed by photography of diverse sources and typologies, as well as extensive bibliography, materializes virtually or through exhibitions in different spaces, combining personal and collective memories. This research also extends to museum functions focusing on the backstage like archives and libraries, reflecting about the organization, processing and qualification process of visual information. Also collaborates, since 2004, in theater shows and performances.

Rodrigo Tavarela Peixoto (b. 1974) is a Portuguese photographer, exhibiting regularly since 1999, the year he finished his studies in Ar.Co. In this same year he received a FLAD scholarship that allowed him to continue his studies at SVA, New York. In 2010 he completed the Master of Fine Arts in ESAD.CR. He held the course of Photography PGCCA (1st Edition) and is currently undertaking a PhD in Communication Studies with Fellowship of the FCT Foundation. Since 2007, he teaches several courses in Photography, Digital Animation and Film Degrees at Universidade Lusófona. His works are present in some of the most importante Portuguese collections, as PLMJ collection, BES Art, and EDP Foundation.

Sofia Silva (b. 1982) graduated in Photography at Instituto Politécnico de Tomar (2008) and concluded an MFA at the Glasgow School of Art in 2011, with a scholarship from Fundação Calouste Gulbenkian. Since 2011, she’s been a lecturer in Photography at Instituto Politécnico de Tomar and, since 2014, at ETIC, in Lisbon. Between 2006 and 2012 she participated in collective exhibitions and was shortlisted for Anteciparte and Encontros de Imagem de Braga. Her work is represented in private collections, as well as in António Cachola’s collection. Once she started her PhD, she interrupted her artistic practice. She’ founder and editor at Nihilsentimentalgia.com, since 2008.

Valter Ventura (n. 1979) graduated in Art History from Faculdade de Letras (University of Lisbon). He finished in 2005 the Advanced Course in Photography at Ar.Co – Center for Art and Visual Communication, with the Espírito Santo Bank scholarship. Currently he teaches at the Photography Department of Instituto Politécnico de Tomar, also collaborating with Ar.Co, Atelier de Lisboa and the Faculdade de Belas Artes (University of Lisbon). In 2008, participated (in duo with José Nuno Lamas) in the 2nd Photography Course, Creativity and Artistic Creation Programme of Calouste Gulbenkian Foundation. Between 2012 and 2014 he was responsible for the photographic department at Carpe Diem – Art and Research. Currently he’s one of the resident artists at HANGAR – Art Research Center. Along with Duarte Amaral Netto, João Paulo Serafim and Rodrigo Peixoto, he founded HÉLICE – School of Photography. He’s represented by KUBIKGALLERY (Oporto).